16
Ago 12

Não devo ser portuguesa de sangue…começo assim porque não sou pessoa de morrer de saudades de nada. Apesar de sentir falta das pessoas, dos lugares não acho que o que sinto seja verdadeira saudade.
Adoro a minha família, os meus amigos e as cidades onde morei (6 ou 7) mas também sou muito prática…tenho de ir à procura do que me faz feliz e tenho de viver a minha vida independentemente do que tenho de deixar para trás. Se isso faz de mim uma pessoa fria? Eu acho que não, ontem disseram –me que sou fria com os meus sentimentos, a minha família que esta é a minha maneira de ser que gosto da minha independência, e que não gosto que se preocupem comigo, sou uma lutadora e vou atrás do que quero. Os meus amigos, se o forem verdadeiros, estão à minha espera quando volto de férias, e eu mesmo não os podendo abraçar, tento sempre ajudá-los com as minhas palavras (o sentimento que já não encaixo perfeitamente quando volto é inevitável mas luto para não os perder).
Muitas vezes custa, choro e sinto que às vezes não encontro sentido para a minha vida mas seria tudo ainda mais difícil se estivesse sempre a me lamentar que não tenho a família por perto para me apoiar e dar colinho, que ás vezes não tenho quem me dê um abraço…por isso escolho adotar de braços abertos as novas cidades e as novas pessoas. Não esqueço o passado mas vivo no presente sem ressentimentos (na maior parte das vezes).


Jinhos

publicado por Alice às 10:31

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
17

20
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

favoritos

E é isto.

blogs SAPO