19
Jan 12

Onde arranjar vontade para estudar para o exame?

Já há algum tempo que ando a estudar mas nem sempre existe grande motivação.

Hoje arranjei mais um motivo para me motivar, não devo estudar só porque tenho exame mas sim porque é importante continuar informada sobre o meu curso.

Ao fim de algum tempo sem trabalharmos na nossa àrea de estudos parece que começamos a perder conhecimentos, isso assusta-me pois parece que os anos que passei na universidade não serviram para nada.

Confesso que a formação não foi a melhor e, por comparação com outras Universidades, por vezes facilitada.

Nos últimos tempos não tenho pensado muito no meu futuro nem na minha profissão, estou numa fase em que prefiro aproveitar os momentos e viver dia a dia, mas claro que um dia gostaria de trabalhar na minha àrea e ter uma carreira.

Isto tudo esbarra um pouco no que eu acho que será minha vida futura e por vezes no sentimento que tenho das poucas perspectivas positivas.

Em resumo, nesta confusão de sentimentos, o importante é que espero estar mais motivada nos próximos dias para estudar.

Continuo na procura de realizaçao pessoal.

 

Jinhos

publicado por Alice às 19:25

17
Jan 12

Não é por acaso que criei este afastamento...durante muitos anos tentei que dessem valor ao que fazia, sentir que era importante.

No entanto, todos os meus supostos feitos eram considerados normais, nada era extraordináro. Abaixo desse padrão eu estava a falhar, por comparação a minha irmã podia falhar que havia sempre a justificação para essa falha (e sim a maior parte dos conflitos surgem por causa da minha irmã e pela diferença de tratamento).

Das muitas discussões que tive com a minha mãe, surgiu o dia em que deixei de procurar esse reconhecimento. Com a minha saída de casa, acho que houve o click e tentativa de aproximação mas aí eu ja tinha outra liberdade e já não me preocupava com a opinião deles (fase rebelde).

O afastamento foi sendo cada vez maior, as férias passadas cada vez menos e assim ornei a minha vida muito mais ligada aos amigos do que à familia...gosto da minha familia mas eles não me conhecem e provavelmente nao me aceitariam tão bem se conhecessem.

Acho que já aqui disse que quando passa determinado tempo, para mim, perde-se o sentido de alterar as situações...ou seja, eu desisto e sigo em frente muitas vezes ficando com coisas por dizer ou deixando a ideia errada sobre mim (grande defeito, que ando a tentar corrigir ou atenuar).

Como é que vejo que fiquei fria em relação a este assunto? Não derramei uma lágrima a escrever este texto.

Espero um dia conseguir enfrentá-los e dizer-lhes qum sou realmente.

 

Jinhos

publicado por Alice às 21:01

16
Jan 12

Quando regresso à Madeira volto a ter 18 anos. Nada mudou.

Sendo assim parece que tenho duas vidas e esta não é nem de perto a minha realidade.

Sinto a minha mãe a se querer aproximar mas criei uma barreira que não deixo que ninguém ultrapasse.

Estou feliz de cá estar mas também sinto que estou distante.

Da parte divertida de "voltar" a ter 18 anos é relembrar o meu primeiro amor...e sentir o desejo de voltar a vê-lo e saber como está.

Coisas de adolescente...mas que me fazem sorrir.

 

Jinhos

publicado por Alice às 20:57

12
Jan 12

Fala-se muito em dinheiro...da falta dele! Por tudo e por nada...temos saúde, temos algum guardado e não temos dividas por isso as coisas vão se compor...com mais dificuldade mas resolvem-se.

Não gosto!

Sempre foi assim mas agora parece pior...Enfim tentar ultrapassar!

 

Jinhos

publicado por Alice às 13:23

08
Jan 12

Há muito tempo que não vinha cá escrever...estou viva e tanta coisinha boa me aconteceu.

Por partes:

Trabalho e vida social: Acabou o part time que estava a fazer...ganhei para as despesas aprendi e acima de tudo conheci pessoas que não irei esquecer. Voltei a ter com quem conversar, com quem ir tomar café e passar de uma vida que se baseava no trabalho e estar em casa para uma vida com actividade social. Para o futuro tenho uma ida para Inglaterra como Au pair, em Fevereiro lá vou eu. Espero que corra bem porque obviamente estou um pouco receosa mas a viver um sonho. Até Fevereiro há que estudar para o exame, passar e esperar que não seja preciso estar cá em Portugal nos próximos tempo (já devia ter lá ido fazer umas perguntinhas mas a verdade é que nao tenho tido tempo para nada).

Familia: A minha mãe está desempregada e as coisas financeiramente não estão estáveis. Vou passar uns dias com eles até porque necessito de lhes explicar a minha aventura por terras de Sra. Magestade. Uma boa surpresa foi o aproximar-me da minha prima e sentir que posso ser eu mesma com ela...já aqui tinha falado que não me sentia à vontadde em ser eu própria com a minha família mas desta vez decidi mudar e ser eu mesma, tem corrido tão bem, ficamos horas a conversar e nem damos pelo tempo passar.

Vida amorosa: está na mesma, mas nem me importo, tenho me divertido com novas pessoas e com a minha ida para Inglaterra não há muita vontade em que alguém mexa com os meus sentimentos.

Dieta: MAL. Cheguei novamente aos 66kg...Natal, Fim de ano, aniversários, saídas à noite bem "regadas" e pouco cuidado com o que como fizeram o estrago mas vou já tratar de me controlar e espero chegar rapidamente aos 60 kg novamente...claro que este rapidamente só funciona para aumentar de peso porque perder demora meses mas sempre sem desistir.

 

SOU FELIZ.

 

Jinhos

publicado por Alice às 20:59

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

favoritos

E é isto.

blogs SAPO